VIVA O PRETOGUÊS!

  Nós, brasileiros e brasileiras, ao contrário dos portugueses e dos falantes de espanhol, francês, inglês, italiano, alemão e tantas outras línguas, não usamos o verbo ter quando nos referimos a sensações físicas e a sentimentos. Não é nada brasileiro dizer … Continuar lendo VIVA O PRETOGUÊS!

Projeto viaja pelo Brasil registrando saberes da infância

Por Carolina Pezzoni, do Promenino, com Cidade Escola Aprendiz A infância é invisível ao universo adulto. Esta foi uma das descobertas que mais surpreenderam Gabriela Romeu, jornalista especializada em produção cultural para a infância, em suas andanças pelos rincões brasileiros, em zonas urbanas ou rurais – “até mesmo em lugares onde só se chega depois de dias viajando de barco”, como ela própria fez questão de realçar –, ao pesquisar a vida de meninos e meninas em diferentes cantos do país. Com ares de adversidade, a revelação, porém, fortaleceu a proposta do Infâncias, um projeto idealizado por Gabriela e sua … Continuar lendo Projeto viaja pelo Brasil registrando saberes da infância

Um tango argentino

  Colonização e resistência na América Latina Eduardo Sejanes Cezimbra Dias atrás falava a um amigo chileno ligado às artes que o tango, música tradicional argentina, foi criado pelos afrodescendentes do Rio de la Plata, em Buenos Aires, ao que ele me redarguiu que sabia da influência francesa em sua origem. Compreensível o seu ceticismo quanto à minha informação, já que para o imaginário social sul-americano nem negros há na Argentina… “ Pero que los hay, los hay”… Mas isso fica para depois. O tango surgiu da combinação da milonga rural com o ritmo e os passos de dança dos … Continuar lendo Um tango argentino

Redescobrir o Brasil pela alfabetização e descolonização culturais

Desesconder o Brasil para si e para o continente latino-americano é premissa para a sua soberania Valorizar a identidade brasileira através de sua diversidade cultural é uma forma de redescobrir o Brasil, como nos lembra ‘Notícias do Brasil, cantada por … Continuar lendo Redescobrir o Brasil pela alfabetização e descolonização culturais