O que é apropriação cultural e por que o tema vem à tona no Carnaval

AS LÍDERES INDÍGENAS CÉLIA XAKRIABÁ E SÔNIA GUAJAJARA, NO PRIMEIRO PLANO, COM (DA ESQ. PARA A DIR.) AS ATRIZES DIRA PAES E ALESSANDRA NEGRINI E A CANTORA FAFÁ DE BELÉM NO BLOCO ACADÊMICOS DO BAIXO AUGUSTA, EM SÃO PAULO Juliana … Continuar lendo O que é apropriação cultural e por que o tema vem à tona no Carnaval

Carta de Paulo Freire aos professores

Paulo Freire (19/09/1921-02/05/1997) Ensinar, aprender: leitura do mundo, leitura da palavra NENHUM TEMA mais adequado para constituir-se em objeto desta primeira carta a quem ousa ensinar do que a significação crítica desse ato, assim como a significação igualmente crítica de … Continuar lendo Carta de Paulo Freire aos professores

Espírito de Lobo

“Espírito de Lobo”, filme de Jean-Jacques Annaud, narra a história de um conflito, não o acadêmico, de natureza versus cultura, mas de culturas. Embora transcorra na Revolução Cultural chinesa, a revolução industrial moderna é o motor que leva a destruição … Continuar lendo Espírito de Lobo

Boaventura de Sousa Santos: para uma Sociologia das Ausências

Por que, há cem anos, os círculos intelectuais e artísticos mais férteis da Europa eram cegos para o resto do mundo e a guerra em que mergulhariam. Como tudo isso se repete hoje Por Boaventura de Sousa Santos Estamos em … Continuar lendo Boaventura de Sousa Santos: para uma Sociologia das Ausências

Documentário resgata histórias vivenciadas nos cinemas de rua

Ator e diretor, o ‘Rei da Pornochanchada’ Carlo Mossy participa do documentário (Fotos: Divulgação) Qualquer semelhança, não é mera coincidência. É o que confidencia o professor do Curso de Produção Cultural do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), … Continuar lendo Documentário resgata histórias vivenciadas nos cinemas de rua

Destinos Cruzados (London River. 2009)

Publicado originalmente em Cinema é a minha praia!:
[O texto contém spoiler.] Mesmo o filme tendo um contexto pontual – atentados à bomba em Junho de 2005 em Londres -, ele se torna atemporal pelo teor principal. É que “Destinos Cruzados” traz à tona velhos e arraigados preconceitos em relação principalmente ao biotipo de uma pessoa. Como se levasse a inscrição: “não nasceu aqui!” Não pertencendo ao mundinho de quem se ressente pela diversidade, pela pluralidade que o mundo globalizado oferece. Muito mais que Bairrismo, pois o foco ultrapassa fronteiras. Quer sejam geográficas, culturais, religiosas, os pré-conceitos quando não parte de… Continuar lendo Destinos Cruzados (London River. 2009)