Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses comemora aniversários em travessia

Terça-feira, 20 junho 2017

O mascote Chico, que está acompanhando todas as travessias, não escapa das areias na Travessia dos Lençóis. Foto: Duda Menegassi
O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA) foi um dos destinos escolhidos entre as 10 travessias comemorativas do aniversário de 10 anos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A edição maranhense foi realizada neste final de semana, dias 17 e 18/06, e não faltaram motivos para festejar: no começo do mês, o parque completou 36 anos de vida.

Com esse combo de aniversários, um grupo de aproximadamente 30 pessoas partiu para a travessia pelas dunas e lagoas da unidade de conservação. Participaram guias;  condutores locais de turismo; o gestor do parque, Adriano Souza; e representantes do ICMBio, como o coordenador-geral de Uso Público e Negócios (CGEUP), Pedro Menezes, e a coordenadora do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação Sociobiodiversidade Associada a Povos e Comunidades Tradicionais (CNPT), Gabrielle Souza. O evento aberto ao público contou com a participação de turistas do Maranhão, de outros estados do país e até da França.

Grupo em Baixa Grande, local de pernoite da travessia, no Parna dos Lençóis Maranhenses. Foto: Duda Menegassi
A expedição foi dividida em dois grupos. Um deles saiu de Barreirinhas/MA, sede do parque, na madrugada de sábado. O outro saiu de Santo Amaro, no dia seguinte. O ponto de encontro foi feito no meio do caminho, na comunidade de Queimada dos Britos. De lá, partiram juntos para o destino final, a Lagoa da Betânia. O eixo principal da travessia, feito pelo grupo que saiu de Barreirinhas, e cruzou os Lençóis de leste a oeste, totalizou 50 quilômetros de caminhada.

Além das comemorações, o evento teve como objetivo chamar atenção para o trekking como opção de turismo no parque nacional, uma vertente ainda pouco explorada diante do potencial da unidade. O destaque condiz com o momento da unidade de conservação maranhense que, em maio, aprovou uma Portaria (Portaria nº 199/2017) com o objetivo de controlar o fluxo de carros dentro do parque.

De acordo com o gestor, Adriano, “a proposta do ICMBio de realizar essas dez travessias veio de encontro com um bando de coisas que estão acontecendo aqui. Com essa portaria, nós limitamos consideravelmente o acesso de carros particulares, dando ênfase na sustentabilidade do parque, nos passeios de trekking e na integração das caminhadas com os carros credenciados, como nós fizemos na nossa travessia”. Adriano explica que a travessia foi organizada “como um chamativo para criar um produto dentro do parque”.

Além do apoio do ICMBio, os custos da travessia, que incluíram transporte, hospedagem e alimentação, foram financiados com ajuda de patrocinadores locais e dos próprios participantes, que adquiriram cotas individuais no valor de R$125.

Areia branca e lagoas azuis, as cores da travessia. Foto: Duda Menegassi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: