A noção de progresso do povo indígena

Kaká Werá Jecupé
valdemar-10
Pintura de Waldemar de Amdrade e Silva
A noção de progresso do povo indígena, especialmente do povo tupi-guarani consiste em respeitar o princípio de que as coisas existem para serem transformadas e recriadas pelo homem.Este é o nosso dom, o dom de criar. E essas coisas criadas podem ser trocadas.Esse é um fundamento para que o nosso dom de criar continue manifestando-se. Os outros fundamentos dizem o seguinte: quatro coisas não podem ser trocadas nem vendidas: o sol, o ar,a terra e a água. Progresso, para nós, é que cada um possa desenvolver sua capacidade criativa, sua expressão no mundo. Isso se manifesta na forma de lidar com o espaço e a natureza em forma de celebração.
O desenvolvimento da ciência e da sabedoria dos povos indígenas se dá através desta percepção interior, do desenvolvimento celebrante através de danças, dos cantos, das pinturas corporais, da relação harmônica com a natureza. Este era o nosso progresso. Isto deve ser ressaltado para que se perceba o porquê de tamanho abismo que provocou este desencontro entre nossas culturas.

 

Anúncios

Um comentário sobre “A noção de progresso do povo indígena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s