A civilização da água

amazônia

“É no coração da calma da floresta amazônica que pessoas simples e humildes com legados culturais únicos constroem, há centenas de anos, a civilização da água. Neste mundo não existem as angústias e as urgências que devoram a vida do aflito e estressado homem dos grandes centros urbanos. São seres que vivem numa sábia integração e harmonia com a natureza, cujos rigores, desafios e virtudes condicionam sua maneira de viver, São amigos do sol e da lua, entendem os recados do martim-pescador, conhecem os segredos do vento e das correntezas, conversam com as estrelas do céu, têm botos como parceiros de pesca e nadam com indiferença em águas infestadas de piranhas. São povos que vivem em permanente estado de solidariedade e fraternidade e cujo amor pela mata e por seus descendentes e ancestrais serve como razão para sua existência.”

Volnei Flávio Soldatelli, prefácio do livro “A Amazônia que conheci com Jacques-Yves Cousteau”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s