Encerramos 2015 com ‘Nascente em Chamas’ em solidariedade à Mariana

Projeto Rios de Encontro

Mariana descobre que o futuro é morto, em 'Nascente em Chamas'. Mariana descobre que o futuro é morto, em ‘Nascente em Chamas’.

No sábado, 19 de dezembro, a jovem dançarina-coreógrafa Camylla Alves, co-fundadora da Cia AfroMundi e do projeto sociocultural Rios de Encontro, estreiou o novo espetáulo de dança amazônico-contemporânea no palco da Praça do Artista, no Centur, em Belém, diante uma plateia de 240 artistas, gestores.

Mariana volta à Cabelo Seco em Marabá depois de uma década forá, incapaz de reconhecer seu bairro ribeirinho. Mariana volta à Cabelo Seco em Marabá depois de uma década fora, incapaz de reconhecer seu bairro ribeirinho.

A equipe Camylla Alves, Dan Baron (diretor artístico) e Manoela Souza (gestora cultural), foi contemplada com o Prêmio ‘Projetos Artísticos 2015’, do Programa de Incentivo à Arte e à Cultura (SEIVA) da Fundação Cultural do Estado do Pará, para criar ‘Nascente em Chamas’ poucos dias antes do acontecimento da tragédia ecológica e social, mas é fruto de mais de seis meses de pesquisa sobre a relação entre a memória e a respiração da terra, e a…

Ver o post original 563 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s