Feito Torto pra Ficar Direito

barco

O documentário “Feito Torto Pra Ficar Direito” foi feito, entre outros,  a partir dos depoimentos de mestres da carpintaria naval tradicional brasileira espalhados por todo o Brasil, especialmente no Nordeste e Norte brasileiros, como este do início do trailer: “a arte de fazer torto…porque você começa um barco, só a quilha é reta – a espinha dorsal é reta – daí não tem mais não…”

Com imagens de rara beleza e poesia evoca a paisagem que durante séculos foi cartão-postal de praias de mar e de rios brasileiros com embarcações multicoloridas com suas velas triangulares.

Para a Ecologia dos Saberes é um documentário que contribui muito na elucidação de seu arcabouço conceitual porque demonstra como os conhecimentos tradicionais e populares contribuem para o aprimoramento da engenharia naval, que incorpora muito de suas soluções práticas na construção de modernos veleiros, como conta Amyr Klink,  participante do documentário. Como ele diz: “embarcação é uma coisa interessante, é uma máquina que não perdoa erros”…

680x454_80be7475-9029-47c0-b853-c582d2cf7508

E foi através de séculos de tentativas e erros que se criou esta autêntica indústria naval brasileira combinando as embarcações portuguesas com o formato das canoas indígenas e trazendo técnicas inusitadas de construção de velas e mastros que remontam ao oriente.

Ressalto aqui o depoimento de um estudioso do tema sob o aspecto da cultura: “a cultura é aquilo que define o modo de vida de toda uma comunidade, ao longo de um período significativo e, nesse aspecto, o conceito de cultura atinge o seu clímax.”

O anticlímax da cultura brasileira aparece no documentário na constatação que este modo de vida vai se acabando por várias razões, entre elas. a prioridade para o transporte rodoviário, a extinção das madeiras de construção de barcos pelo agronegócio exportador e pela falta de novos aprendizes para a continuação deste saber tradicional.

A população ribeirinha sofre impotente a perda de suas condições de vida, como mostra o documentário, quando a praia que servia de ancoradouro natural das embarcações é aterrada para a construção de uma grande avenida, sobrando aos barcos o acostamento. Também sofre quando o Rio São Francisco, assoreado, perde as condições de navegabilidade e grande número de seus peixes desaparecem.

Ecologia dos Saberes parabeniza ao diretor Bhig Villas Boas e equipe, bem como ao IPHAN pelo apoio a este valioso registro do patrimônio cultural brasileiro.

O filme pode ser visto no canal fechado de TV Prime Box Brasil.

feito-torto-pra-ficar-direito_tnone_jpg_290x478_upscale_q90

FEITO TORTO PRA FICAR DIREITO – Trailer

Ficha Técnica:

Produzido por Ana Paula Mendes, Bhig Villas Bôas e João Roni

Com Amyr Klink, Dalmo Vieira Filho e Luiz Phelipe Andrés 
Caíto Marcondes – Trilha Sonora Original 
James de Paula – Direção de Fotografia 
Erico Dias – Direção de Arte 
Vanessa Leal – Ediçao e Roteiro 
Cláudia Ventura – Direção de Produção 
Ana Paula Mendes – Produção Executiva 
Bhig Villas Bôas – Direção e Roteiro
Produção Setcom
Coprodução Ocean Films
Patrocínio Portonave
Apoio – IPHAN/SC 
FSA – Fundo Setorial do Audiovisual
ANCINE – Agência Nacional de Cinema
BRDE – Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul

 

Anúncios

Um comentário sobre “Feito Torto pra Ficar Direito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s