Mestres da Cultura Popular são professores em universidades públicas brasileiras

Projeto ‘Encontro de Saberes’ promove integração entre culturas tradicionais e a cultura acadêmica. diversidade

 

Eduardo Sejanes Cezimbra

Levar para dentro das universidade públicas brasileiras pessoas do povo para ensinar os saberes tradicionais de suas respectivas culturas, é o que propõe o projeto ‘Encontro de Saberes’, coordenado pelo prof. e antropólogo, José Jorge de Carvalho, da Universidade de Brasília – UnB.

O projeto ‘Encontro de Saberes’ é uma ousada proposta de apresentar aos estudantes universitários os saberes e práticas populares através de mestres e mestras em todas as áreas de conhecimento (arte, cosmologia, espiritualidade, meio ambiente, psicologia, saúde, tecnologia), como forma de reconhecimento do valor destes saberes.

Tudo começou com a criação de uma disciplina que faz parte da grade regular no curso de graduação do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília. O curso “Encontro de Saberes: Artes e Ofícios dos Mestres Tradicionais” já teve quatro edições, contando com 200 estudantes, 31 mestres e assistentes, 8 professores parceiros, além de muitos pesquisadores estrangeiros. A disciplina contou em suas primeiras edições com alunos dos cursos de engenharia florestal, arquitetura, pedagogia, música, artes cênicas, ciências da saúde, sociologia, antropologia e serviço social.

O projeto busca formas de incluir os mestres e mestras como sujeitos de conhecimento, com o status de docentes de várias universidade públicas brasileiras de sul a norte. Um dos seus principais objetivos é viabilizar a certificação dos mestres e mestras que atuam no projeto, de forma a gozar da mesma autoridade de regentes de cátedra, que é assegurada aos professores de pós-graduação através de processos de notório saber.

Na Universidade de Brasília – UnB – já deram aulas mestres e mestras como: mestra Francisca, Álvaro e Casimiro Tukano, mestre Biu Alexandre, com o auxílio do grupo que compõe o banco de instrumentistas: Luís Paixão (rabeca), seu filho mais velho Agnaldo (pandeiro), seu filho Risoaldo (Bajé) e Jomar Júnior (mineiro), mestra Lucely, auxiliada por sua irmã Ivanita, naturais do quilombo do Cedro no município de Mineiros-GO, Zé Jerome, Antonio Bispo, Benki Ashaninka, entre muitos outros.

As outras universidades brasileiras que já oferecem o curso são: a Universidade Federal do Pará; Universidade Estadual do Ceará; Universidade Federal de Minas Gerais e Universidade Federal de Juiz de Fora. ‘Encontro de Saberes’ é um projeto estruturante do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa – INCTI.

Encontro de Saberes – Incti CNPq UnB

Anúncios

5 comentários sobre “Mestres da Cultura Popular são professores em universidades públicas brasileiras

  1. Este projeto ,é maravilhoso,é uma forma de promover o encontro do conhecimento empírico e o conhecimento acadêmico, gostaria muito que as universidades aqui de Maceio, também implantassem este projeto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s