YANOMAMI

Kami Yamaki Urihipë, Nossa Terra-Floresta Para os Yanomami, ”urihi”, a terra-floresta, não é um mero espaço inerte de exploração econômica (o que chamamos de “natureza”) Trata-se de uma entidade viva, inserida numa complexa dinâmica cosmológica de intercâmbios entre humanos e não-humanos. Como tal, se encontra hoje ameaçada pela predação cega dos brancos. Na visão do líder Davi Kopenawa Yanomami: A terra-floresta só pode morrer se for destruída pelos brancos. Então, os riachos sumirão, a terra ficará friável, as árvores secarão e as pedras das montanhas racharão com o calor. Os espíritos xapiripë, que moram nas serras e ficam brincando na … Continuar lendo YANOMAMI

Antonio Nobre: O planeta está enfermo ´é preciso reajardiná-lo

Em entrevista exclusiva, o cientista propagador da Teoria de Gaia fala sobre a importância da cosmovisão indígena e oferece uma solução simples para salvar o planeta das mudanças climáticas: replantar as trilhões de árvores que derrubamos. Por Paulina Chamorro Antonio Nobre é um cientista que fala das ciências da terra com amor. Pode parecer estranho ler essas palavras em uma mesma frase, mas, após ouvi-lo, em poucos minutos entendemos que seu ponto de partida é múltiplo e que muito do que a ciência não calcula também entra na equação de Nobre. Um dos principais propagadores da Teoria de Gaia aplicada, … Continuar lendo Antonio Nobre: O planeta está enfermo ´é preciso reajardiná-lo

Coluna Abolição | Em busca de espaços e tempos abolicionistas

Apesar da constante interpelação que abolicionistas sofrem em relação à validade, à concretude e às possibilidades de se realizar o horizonte abolicionista, o abolicionismo resguarda capacidades de enfrentamento crítico que cabem ser levadas adiante com entusiasmo. Primeiro, vale lembrar: ser … Continuar lendo Coluna Abolição | Em busca de espaços e tempos abolicionistas

A ferida, a luta e a cura: para frear o ciclo do medo. Artigo de Boaventura de Sousa Santos

“Relações coloniais são um fantasma sempre à espreita, e prestes a devorar a esperança. Brasil atual é o caso mais claro. Não será possível afastar a ameaça sem reverter o epistemicídio e resgatar o valor dos saberes atacados pelo eurocentrismo”, … Continuar lendo A ferida, a luta e a cura: para frear o ciclo do medo. Artigo de Boaventura de Sousa Santos

Livro traz o papel das irmandades negras nas manifestações populares

Na vila de Ouro Preto, movida pela riqueza do ouro, a associação leiga de caráter religioso perpetuava a tradição da cultura africanaPor Augusto Diniz O livro recém-lançado Irmandades Negras: Educação, Música e Resistência nas Minas Gerais do século XVIII (Paco … Continuar lendo Livro traz o papel das irmandades negras nas manifestações populares

“As gerações futuras nos julgarão e dirão que fomos criminosos.”

Em Como ser um bom ancestral. A arte de pensar o futuro num mundo imediatista (Zahar, 2021), o filósofo explora os meandros do pensamento de longo prazo e os desafios de viver no presente sem comprometer a sobrevivência das gerações … Continuar lendo “As gerações futuras nos julgarão e dirão que fomos criminosos.”

Milton Santos e a Pobreza Urbana

Por João Moreno Um resumo da obra Metamorfoses do Espaço Habitado, capítulos três, quatro e oito, e do livro Pobreza Urbana. “O modelo do crescimento capitalista adotado pela maioria dos países subdesenvolvidos, somado à explosão demográfica, resultaram numa explosão urbana e concentração … Continuar lendo Milton Santos e a Pobreza Urbana

Brasil tem 85% da sua população vivendo em grandes centros urbanos

Quase 50% das favelas e assentamentos irregulares estão concentrados nas regiões metropolitanas do Rio, São Paulo e Belém Por José Eustáquio Diniz Alves O Brasil era um país predominantemente agrário e rural durante a maior parte da sua história. Durante … Continuar lendo Brasil tem 85% da sua população vivendo em grandes centros urbanos

A degradação ambiental do Brasil nos 200 anos da Independência

Da Amazônia à Mata Atlântica, as sistemáticas e deliberadas políticas de destruição do patrimônio natural brasileiro Por José Eustáquio Diniz Alves “É sempre bom lembrar, que um copo vazio, está cheio de ar” Gilberto Gil (Copo Vazio, 1974) A carta … Continuar lendo A degradação ambiental do Brasil nos 200 anos da Independência

Em meio a tanta destruição, outro mundo vem despontando

Por Silvia FedericiPublicado na Introdução de Reencantando o mundoImagem: Harvesting Corn, de Elizabeth Downer Riker Publicar um livro dedicado à política dos comuns pode parecer um sinal de ingenuidade, uma vez que estamos cercados de guerras, crises econômicas e ecológicas … Continuar lendo Em meio a tanta destruição, outro mundo vem despontando